Avançar para o conteúdo principal

“Não os deixemos sós! Acompanhar os pais na educação dos filhos adolescentes”.

O Papa Francisco abrirá na próxima segunda-feira os trabalhos do Congresso eclesial diocesano, na Basílica de São João de Latrão, em Roma, sobre o tema “Não os deixemos sós! Acompanhar os pais na educação dos filhos adolescentes”.

Serão apresentados os temas das seis oficinas que serão realizadas no dia seguinte, terça-feira, nas 36 circunscrições da diocese. Os seis temas são: “Casa e vida familiar”, “Escola e estudo”, “Interagir com a solidão das redes sociais”, “Relação entre gerações”, “A precariedade da vida: pobreza, sofrimento e morte”, e “Superar o isolamento das famílias”, informou a Radio Vaticano.
Estará presente no encontro o novo Vigário do Papa para a Diocese de Roma, Dom Angelo De Donatis, nomeado pelo Papa Francisco em 26 de maio passado. Também estarão presentes bispos auxiliares, sacerdotes, religiosos e centenas de leigos provenientes de várias realidades eclesiais da Diocese de Roma.
As perspectivas para o novo ano pastoral, fruto do congresso que terá início na próxima segunda-feira, serão delineadas no encontro de 18 de setembro próximo, nessa mesma basílica papal.
O atual Vigário do Papa para a Diocese de Roma, Cardeal Agostino Vallini, encerrará o evento. Ele concluirá o seu mandado no final deste mês.
Radio Vaticano indica que os participantes do congresso receberão um subsídio com diretrizes úteis ao debate. A primeira parte é introdutiva e contêm referências amplas à Exortação Apostólica pós-sinodal ‘Amoris laetitia’. A segunda parte é composta por perguntas, com o objetivo de não se distanciar da concretude da vida e da realidade pastoral, e formular propostas.

Mensagens populares deste blogue

Conselhos do Papa Francisco para ir à Missa com crianças

Choros ou gritos das crianças podem atrapalhar, mas a comunidade deve incentivar a participação de toda família.
“Chata!” Respondi à minha avó quando me perguntou sobre o que eu havia achado da Missa. Na época, eu tinha uns seis anos. E olha que cresci em uma família católica, frequentando Missas e catequeses! Recordo que ir à Missa, muitas vezes, representava uma soneca durante a  homilia, pipocas doces e coloridas ou sorvete no fim. Confesso que minha participação não era exemplar, porém, creio que essa liberdade na participação foi ajudando a semear a fé em meu coração e em minha mente.

A mulher é quem dá harmonia ao mundo, não está aqui para lavar louça

O Pontífice indicou que é necessário evitar se referir à mulher falando somente sobre a função que realiza na sociedade ou em uma instituição, sem levar em consideração que a mulher, na humanidade, realiza uma missão que vai além e que nenhum homem pode oferecer: “O homem não traz harmonia: é ela. É ela que traz a harmonia, que nos ensina a acariciar, a amar com ternura e que faz do mundo uma coisa bela”. Em sua reflexão sobre a Criação, a partir da leitura do Livro do Gênesis, o Papa Francisco se referiu ao papel da mulher na humanidade.

Oração de ação de graças a Deus pelo dom da Família -