Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2016

Jubileu Arciprestal da Família

O dia 21 de Maio está dedicado a todas as famílias do Arciprestado de Vila Nova de Famalicão.  No contexto do Jubileu da Misericórdia, convocamos todas as famílias do arciprestado a participaram na XI Jornada da Família, no Centro Pastoral de Sto Adrião de Vila Nova de Famalicão. Começa às 14h30, e prolonga-se ao longo da tarde até à noite com o Concerto pelas famílias, às 21h30.  O ponto alto será a celebração da Eucaristia jubilar, às 19h15, na Matriz Nova. Para a celebração estão convocadas todas as famílias que este ano celebram as suas bodas matrimoniais: um, vinte cinto, cinquenta ou sessenta anos.  Para o efeito, pede-se que junto das respetivas paróquias e párocos as famílias se inscrevam, quer para a Jornada da Família, quer para a celebração das Bodas matrimoniais. A entrada é livre e grátis, excepto para aqueles que desejem jantar. Este tem o custo de 5€. Depois da Exortação Apostólica Pós Sinodal Amoris Laetitia do Papa Francisco, não podemos deixar de celebrar a família e de …

"Ser mãe é....Ser mãe é ser muitas numa só!"

Papa diz aos adolescentes que a felicidade não tem preço, nem é uma "app"

O papa Francisco disse hoje a milhares de adolescentes reunidos na Praça de São Pedro que a sua felicidade não depende de terem "muitas coisas", nem de uma "aplicação que se descarrega no telemóvel". "Nem sequer a versão mais recente poderá ajudar-nos a sermos livres e grandes no amor", proclamou o pontífice na homilia da missa que oficiou na basílica de São Pedro para dezenas de milhar de adolescentes de idades compreendidas entre os 13 e os 16 anos. "Não confiem em quem vos distrai da verdadeira riqueza, que são vocês, quando vos disserem que a vida só é bonita tendo muitas coisas", acrescentou Jorge Bergoglio.

XI Jornada da Família - Inscrição

Aproxima-se a XI Jornada da Família. É já no dia 21 de Maio.  Este ano temos como base de trabalho e reflexão a Exortação Apostólica Pós Sinodal Amoris Laetitia do Papa Francisco. E partir dela colocamos como tema uma interrogação: "Família: uma questão jurídica ou uma união de facto?".  Teremos connosco o Professor Doutor João Duque, Presidente do Centro Regional de Braga da Universidade Católica Portuguesa e também a Dr.ª Teresa Power, professora de inglês, mãe de 6 filhos, autora do livro "Mistérios da Fé" e do blogue http://umafamiliacatolica.blogs.sapo.pt/.  E fundadora do movimento Famílias da Canã - http://umafamiliacatolica.blogs.sapo.pt/familias-de-cana-142506

Vocações e família

"Amoris Laetitia"

José Tolentino Mendonça (19-04-2016) O discurso de Bergoglio ficará como um dos mais emblemáticos do seu corajoso pontificado
O escritor António Alçada Baptista citava muitas vezes a opinião de Denis de Rougemont, que também era a dele, de que a crise do casamento começou quando os casamentos começaram a ser feitos por amor. Era uma blague, claro, mas também o princípio de uma reflexão séria sobre a complexa mutação em curso (alteração de mentalidades, de padrões sociais, de regimes de existência, etc.). Podemos sempre assentir, é verdade, e também a propósito do amor, que quem inventou o barco inventou o naufrágio. Ora, a tentação poderia ser simplesmente voltar atrás, procurando na restauração de um código ou de um modelo rígido a solução e substituindo o amor por um fundamento menos problemático. A situação de emergência que hoje se vive (só em Portugal, por exemplo, os números da Pordata indicam que no ano de 2013 houve 70,4 divórcios por cada 100 casamentos) parece dar-lhe razão. G…

Algumas das belas frases da AMORIS LAETITIA do papa Francisco

“Precisamos encontrar as palavras, as motivações e os testemunhos que nos ajudem a tocar as cordas mais íntimas dos jovens, onde são mais capazes de generosidade, de compromisso, de amor e até mesmo de heroísmo, para convidá-los a aceitar, com entusiasmo e coragem, o desafio de matrimónio”. (numeral 40, capítulo.2)
A nova exortação apostólica Amoris Laetitia do Papa Francisco contém algumas belas frases que enchem de esperança os fiéis ante as dificuldades e as diversas situações das famílias e matrimónios do século XXI. Nesta nota, deixamos algumas delas: 1. “Nesta breve resenha, podemos comprovar que a Palavra de Deus não se apresenta como uma sequência de teses abstratas, mas como uma companheira de viagem, mesmo para as famílias que estão em crise ou imersas em alguma tribulação, mostrando-lhes a meta do caminho”. (numeral 22, capítulo 1)

13 conselhos do Papa Francisco em Amoris Laetitia para um bom matrimónio

"Alegria do Amor" para um bom matrimónio:
O Papa Francisco usou o “hino da caridade” de São Paulo, em sua primeira Carta aos Coríntios, a fim de dar alguns conselhos sobre como sustentar um bom casamento durante os anos baseado no amor verdadeiro. O Papa Francisco usou o “hino da caridade” de São Paulo, em sua primeira Carta aos Coríntios, a fim de dar alguns conselhos sobre como sustentar um bom casamento durante os anos baseado no amor verdadeiro. “Vale a pena deter-se a esclarecer o significado das expressões deste texto, tendo em vista uma aplicação à existência concreta de cada família”, explicou.
1. Paciência:Esta, escreveu Francisco, “não é deixar que nos maltratem permanentemente, nem tolerar agressões físicas, ou permitir que nos tratem como objetos”, mas “o amor tem sempre um sentido de profunda compaixão que leva a aceitar o outro como parte deste mundo, também quando atua de um modo diferente ao qual eu desejaria”.

XI Jornada da Família - Família: uma questão jurídica ou uma união de facto!?

Realiza-se no dia 21 de Maio, de 2016, a partir das 14h30, no Centro Pastoral de Santo Adrião de Vila Nova de Famalicão. A esta jornada está associado o Dia Arciprestal Jubilar da Família. Para além da formação a celebração da família. As equipas responsáveis pela Jornada deixam-nos uma primeira reflexão.
FAMÍLIA UMA QUESTÃO JURÍDICA OU UMA UNIÃO DE FACTO?! XI JORNADA DA FAMÍLIA

O amor na família e o amor à família. Poderíamos definir assim o contexto em que vamos realizar a XI Jornada da família, promovida pelas equipas de Pastoral Familiar da Unidade Pastoral de São Martinho de Brufe, São Martinho de Cavalões e de Santo Adrião de Vila Nova de Famalicão, em parceria com a Equipa Arciprestal de Pastoral Familiar de Vila Nova de Famalicão. A família é o bem mais preciso de qualquer sociedade. É um bem a cuidar e a preservar. Cuidar da família é desde sempre um tarefa imprescindível que pertence a cada um mas também à sociedade e à Igreja. Não só porque é um bem preciso, nem porque é a base …

Jubileu dos Movimentos Eclesiais e Famílias

O Jubileu dos Movimentos Eclesiais e Famílias, realiza-se no dia 14 de Maio de 2016, no Sameiro - Braga. Eis a mensagem e convite do Senhor Arcebispo D. Jorge Ortiga. Por favor faça aqui a sua inscrição

Pelo Departamento Arquidiocesano da Pastoral Famíliar de Braga.
Rosa Maria e Amândio Cruz

"5 Ingredientes para uma criança feliz" do Dr. Mário Cordeiro

5 Ingredientes para uma criança felizNão é preciso muito para fazer uma criança feliz: o Dr. Mário Cordeiro fala-nos em 5 ingredientes muito especiais. Se gostarem, estão à vontade para partilhar. :)Podem visitar http://pumpkin.pt/familia/o-melhor-da-vida-em-familia/as-16-inspiracoes-para-criancas-e-familias-felizes para descobrir o nosso mini-guia para crianças e famílias felizes, onde encontram este e outros artigos.Publicado por Pumpkin.pt em Quarta-feira, 6 de Abril de 2016

Vocação!! O que é!?

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO PARA O 53º DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES

Tema: «A Igreja, mãe de vocações» (17 de Abril de 2016 - IV Domingo da Páscoa)

Amados irmãos e irmãs! Como gostaria que todos os baptizados pudessem, no decurso do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, experimentar a alegria de pertencer à Igreja! E pudessem redescobrir que a vocação cristã, bem como as vocações particulares, nascem no meio do povo de Deus e são dons da misericórdia divina! A Igreja é a casa da misericórdia e também a «terra» onde a vocação germina, cresce e dá fruto. Por este motivo, dirijo-me a todos vós, por ocasião deste 53º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, convidando-vos a contemplar a comunidade apostólica e a dar graças pela função da comunidade no caminho vocacional de cada um. Na Bula de proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, recordei as palavras de São Beda, o Venerável, a propósito da vocação de São Mateus: «Miserando atque eligendo» (Misericordiae Vultus, 8). A acção misericordiosa do Senhor perdoa os nossos pecados e abre-nos a uma vida…

Oração pelas Vocações 2016

Na semana de oração pelas vocações: "El outro partido..."

20 frases da "A Alegria do Amor”

"É importante que divorciados sintam que fazem parte da Igreja"

O papa pediu hoje, na exortação apostólica 'Amoris Laetitia' ('A alegria no amor"), que sejam evitadas posturas rígidas perante situações "familiares irregulares", como a dos divorciados que voltaram a casar. Francisco apoiou a readmissão dos recasados nos sacramentos, mediante um processo de acompanhamento. Nesta exortação sobre a família, o papa indica "o caminho do discernimento", ou seja, um padre deve identificar caso a caso "as situações irregulares", como um casal de divorciados recasados, para que sejam readmitidos nos sacramentos. "É importante que os divorciados que vivem uma nova união sintam que fazem parte da Igreja, que 'não estão excomungados', e não são tratados como tal, porque sempre integram a comunhão eclesiástica", defendeu Francisco.

Amoris Laetitia - Exortação apostólica Pós-Sinodal sobre o Amor na Família do papa Francisco

Aqui deixamos um link com o texto em português da Exortação Apostólica Pós-Sinodal sobre o Amor na Família do papa Francisco.

BALADA PARA OS NOSSOS FILHOS

A canção que eu hoje cantava para todos os filhos do mundo. Um filho é como um ramo despontado
do tronco já maduro que sou eu
um filho é como um pássaro deitado
no ninho da mulher que me escolheu
Um filho é ver-se um homem prolongado
no mundo da verdade em que nasceu
um filho é ver-se um homem atirado
das raízes da terra para o céu Meu filho, minha vida, és meu sangue e meu caminho
meu pássaro de carne meu amor
meu filho que nasceste do ventre do carinho
da minha companheira que deu flor João é um botão de cravo rubro
Joana é uma rosa cor de Abril
dois filhos que eu embalo
e que descubro
que sendo só dois podem ser mil
Dois filhos do amor e da ternura
que sendo de todos não são de nenhum
e não há no mundo coisa mais pura
que a gente amar em todos cada um Meu filho minha vida és meu sangue e meu caminho
meu pássaro de carne meu amor
meu filho que nasceste do ventre do carinho
da minha companheira que deu flor"

Os filhos são...

Os filhos são como as águias,  ensinarás a voar mas não voarão o teu voo. Ensinarás a sonhar, mas não sonharão os teus sonhos. Ensinarás a viver, mas não viverão a tua vida. Mas, em cada voo, em cada sonho e em cada vida,  permanecerá para sempre a marca dos ensinamentos recebidos.

Misericórdia... Ressurreição...

Quero continuar a ser filha dos meus pais...

Os filhos que cuidam dos pais por amor são verdadeiros salva-vidas. Salvam da solidão, da exclusão, do abandono, do esquecimento, da indigência moral e emocional em que vivem muitos velhos.
A partir dos quarenta e muitos, cinquenta e poucos, todos começamos a sentir que os papéis se invertem nas famílias e caímos na conta de que mais ano, menos ano, seremos convocados a cuidar dos nossos pais. Confrontados com doenças crónicas, ou chamados de emergência depois de acidentes cardiovasculares cerebrais, quedas e até atropelamentos provocados por distração, falta de audição ou visão, damos connosco atordoados e aflitos, sem saber o que pensar. Pior, sem sabermos o que fazer. Como agir, a quem recorrer, como ajudar?