Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2014

Coadopção - Mãe há só uma! Um só pai!

Vale a pena ouvir… e recordar…


No casamento, Deus é o amor maior

«Acabou!» Com essa breve observação, muitas pessoas descrevem o final de seu casamento. Por trás desse verbo há crises, sofrimentos, desabafos e, não poucas vezes, discussões infindas. Em que lugar foram enterrados os sorrisos do dia do casamento e as promessas de fidelidade «até que a morte nos separe»? Em que fase da vida se desvaneceu a certeza de que «ninguém será mais feliz do que nós dois»? Como entender a amargura que tomou conta de um relacionamento que parecia tão feliz?... Nenhum casamento termina “de repente”. Especialistas matrimoniais constatam que, normalmente, o caminho da desintegração tem quatro etapas, profundamente interligadas – isto é, cada etapa prepara e praticamente condiciona a seguinte. Na primeira, começam a surgir comentários negativos, um a respeito do outro. Mais do que queixar-se do esposo ou da esposa (a queixa refere-se a um comportamento específico), multiplicam-se críticas que são sempre abertas, indeterminadas, gerais: «És um chato!»; «estás cada vez …

A fé do pai e da avó do Papa Francisco

O primeiro a saber da vocação do Papa Francisco para ser padre, quando ele ainda era jovem, foi o seu pai, que reagiu bem
Com apenas 17 anos, Mario Bergoglio, pai do Papa Francisco, fez uma verdadeira conferência sobre o papado. Já a avó do Papa, dona Rosa, era muito ativa na Ação Católica e sempre era chamada de 'Rosina' pelo informativo Diocesano. Estes são alguns detalhes da fé e do engajamento na vida cristã do pai e da avó do Papa Francisco, ainda antes deles emigrarem para a Argentina, quando moravam na Itália.

Sínodo: Bispos portugueses analisam resultados do inquérito

Contributos para a próxima assembleia extraordinária revelam «dificuldades em transmitir a fé» nas famílias.

O porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) disse hoje em Fátima que os resultados do inquérito do Vaticano sobre a família indicam, no contexto nacional, que as famílias “têm dificuldade em transmitir a fé e até os valores morais”. “Muitas vezes endossa-se à Escola os valores morais e os princípios éticos e que a Igreja faça a educação religiosa e catequética”, quando “o ambiente para transmitir toda a espécie de valores” deve ser “o ambiente da própria família”, referiu o padre Manuel Morujão. O questionário que a Santa Sé remeteu às dioceses de todo o mundo, subordinado ao tema “Os desafios pastorais da família no contexto da evangelização”, foi abordado pelo sacerdote no final da reunião do Conselho Permanente da CEP, que decorreu na Casa de Nossa Senhora das Dores. Em declarações aos jornalistas, o padre Manuel Morujão saudou “a grande adesão” que o projeto registou,…

E tu que dizes?! Nas periferias da Família - IX Jornada da Família

Construir sobre a rocha - Catequese para a família

Faz pouco mais de um ano que o meu pai faleceu e, durante a missa do funeral, enquanto nos despedíamos dele, eu senti ao mesmo tempo uma dor imensa e uma intensa alegria. Depois, conversando com as amigas que me acompanhavam, eu me lembro de ter dito que o meu maior agradecimento ao meu pai era pela fé e pela confiança na providência divina que ele tinha me transmitido. Era aquela, para mim, a herança mais preciosa. É ela que me mantém de pé sobre rocha. E esta é a herança que eu também quero deixar para os meus filhos, familiares e amigos. O primeiro passo é ser conscientes da sua importância. Podemos deixar muitas coisas para os nossos filhos: estudos, bons colégios, viagens, esporte, computadores, idiomas, cursos... Tudo isso é muito bom e necessário. Mas se nos esquecemos de ensinar a eles o imenso Amor de Deus ou o escondemos no fundo do nosso coração ou nos limitamos a uma série de costumes e tradições, vamos deixá-los indefesos diante da vida e das tormentas que os esperam. Estar…

Carta aberta aos que vivem nas periferias da família… IX Jornada da Família

Carta aberta
Aos divorciados, aos recasados, aos que vivem em união de facto, aos que excluem a própria ideia de casamento... a ti que és pai ou mãe solteiro... aos que sofrem e vivem a dor da rejeição, da incompreensão, da desilusão... às famílias e a todos a quem o Evangelho da alegria ainda não chegou...*

Desculpem a ousadia, mas desejamos entrar em vossa casa, na vossa vida... Como irmãos, pedimo-vos licença para o fazer... Permitam-nos que, cheios de respeito, batamos delicadamente à porta do vosso imenso coração para nele entrar... Apenas nos queremos sentar convosco e ouvir-vos, sentir-vos, atender-vos e fazer nossas as vossas alegrias e esperanças, dores e angústias... Como o Papa Francisco, quando chegou a Brasil, dizemos: Não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo! Venho em seu Nome, para alimentar a chama de amor fraterno que arde em cada coração; e desejo que chegue a todos e a cada um a minha saudação: «A paz de Cristo esteja convo…